sábado, 21 de agosto de 2010

...minhas palavras são janelas que me levam até você...lá fora a chuva cai com força, o quarto é escuro, a solidão é insuportável...o medo me consome, o sentimento de perda é constante...confesso que eu mereço o seu desprezo e eu aceito com dor que nunca mais vou ter ver como antes. O barulho do trovão é assustador, meu peito desfalece, não quero morrer sozinho, já me sinto velho e cansado mesmo sendo tão jovem...não acredito que vou passar nessa vida sem ter feito algo para ser lembrado. Hoje sou um fantasma destinado a vagar sem rumo certo, carregando a tristeza, carregando você aqui dentro aonde eu for...eu m entrego, meu amor, me entrego ao esquecimento, estou completamento perdido sem você....

Timotheo Corrêa

2 comentários:

disse...

só esquece vc quem não merece ter vc no coração.TOLINHO =)

Paulo Leandro B. Pereira disse...

É Tolinho!!! Rsrs..

A saudade é um privilégio daqueles que um dia puderam amar.

;D

Abraços.